segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Festas Final de Ano

ANIMAIS  X     FOGOS

 

OS ANIMAIS SE ASSUSTAM MUITO COM O BARULHO DE FOGOS E ROJÕES POIS SUA AUDIÇÃO É MUITO MAIS SENSÍVEL QUE A NOSSA.
CÃES TENDEM A FUGIR DO BARULHO E CORREM DESORIENTADOS E SEM DESTINO. 
 
PODEM OCORRER
- FUGAS - correm sem destino certo e ficam perdidos; podem ser atropelados e/ou provocar acidentes.
- ACIDENTES - enforcam-se na própria coleira quando não conseguem rompê-la para fugir; atiram-se de janelas; batem a cabeça contra paredes ou grades.
- GRAVES FERIMENTOS - quando tentam saltar muros e portões.
- TRAUMAS - mudanças de comportamento – tornam-se agressivos ou passam a se assustar à toa.
-  CONVULSÕES: alguns cães têm ou passam a ter ataques epileptiformes.
* Nos animais da fauna silvestre pode ocorrer alteração do ciclo reprodutor e morte.
 
CUIDADOS COM CÃES
1- Coloque algodão nos ouvidos - para diminuir a sensibilidade auditiva.2- Acomode os cães dentro de casa em lugar onde possam se sentir em segurança.
3- Feche portas e janelas para evitar fugas e acidentes.
4- Ligue o rádio e a TV e aumente o volume próximo ao momento dos fogos.
5- Dê alimentos leves - distúrbios digestivos provocados pelo pânico podem matar.
6- Não deixe o cão acorrentado pois pode se enforcar em função do pânico.
7- Não deixe muitos cães juntos porque podem brigar.
   (Se brigarem, não grite! Faça um barulho forte batendo tampas de panela para mudar o foco da atenção dos cães.)
 
Caso não possa colocar os cães dentro de casa, procure um veterinário para sedá-los. 
 
*GATOS: mantenha-os dentro de casa e sem acesso à rua.
 
 
I M P O R T A N T E !
COLOQUE UMA PLAQUETA DE IDENTIFICAÇÃO NA COLEIRA DO SEU COMPANHEIRO CANINO, COM OS SEUS TELEFONES GRAVADOS NELA.

 
RECOMENDAÇÃO de FLORAIS PARA MEDO DE FOGOS
 
*COMECE A DAR ESTA FÓRMULA UMA SEMANA ANTES DAS FESTAS DE FIM DE ANO*
 
Fórmula de FLORAIS DE BACH
Recomendação Terapêutica de acordo com a NTSV-TH002
 
1- RESCUE
2- ASPEN
3- CHERRY PLUM
4- MIMULUS
5- ROCK ROSE
6- WHITE CHESTNUT
 
(As 6 essências virão num só frasco que durará de 10 a 15 dias e custará cerca de 15 reais.)

 
RECOMENDAÇÕES PARA USO (cães e gatos)
   1 - Peça esta fórmula SEM CONSERVANTES numa Fármácia Homeopática ou de Manipulação.
        Para conservar, mantenha o frasco na geladeira.
   2 - Coloque de 10 gotas no pote de água (independente do tamanho do pote).
   3 - Repita o procedimento a cada troca de água (no mínimo 2 vezes ao dia) até o término do frasco.
   4 - Dê 2 frascos consecutivos.
 
OBSERVAÇÕES
Florais não possuem componentes químicos e não têm contra-indicações.
Outros animais podem tomar da mesma água.
- Caso o animal não possa tomar água no pote, dê 4 gotas diretamente na boca, 4 vezes ao dia.
 
* Florais tratam as emoções e não substituem o tratamento médico; consulte sempre um veterinário. 
 
* Cães e Gatos - a cirurgia de castração é sempre indicada pois evita doenças, previne tumores e facilita do convívio com as pessoas e com outros animais.
 
 
abraço fraterno
Deolinda Eleutério
Terapeuta Floral - CRT-SP 26715

FLORAIS DE BACH PARA ANIMAIS - GOTINHAS PARA AS EMOÇÕES
Para atendimento, preencha a Ficha de Dados acessando http://FloraisDeBachParaAnimais.blogspot.com
 
ENTREGA EM DOMICÍLIO NA GRANDE SÃO PAULO - Farmácia Ilúmina (11) 5584.6094 www.ilumina.com.br
 
RELAÇÃO DE FARMÁCIAS HOMEOPÁTICAS NO BRASIL www.telelistas.net/1/38_br/218/330/99140/farmacias-homeopaticas.htm
 
*
- De acordo com a Lei 14.483/07,
cães e gatos devem estar castrados e vacinados antes de adoção ou venda.
Denuncie o comércio ilegal! - Ligue 156(SP)
Conheça a lei que regulamenta a criação e venda de cães e gatos

 
É possível viver muito bem sem usar ou consumir produtos de origem animal. O Veganismo é a expressão da ética contra a exploração dos animais e a afirmação última da paz.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Final de Curso e de Ano!

Olá amigos, mais um final de ano se aproxima e porque não fazer um balanço de 2010! Alguns textos, informações e principalmente emoções passaram por aqui. Encerraremos este ano com a principal de todas as emoções: nosso trabalho de conclusão de curso com nota máxima!! Obtivemos elogios de várias pessoas, professores, coordenadores, colegas e familiares, isso tudo serviu de incentivo a continuar. A dedicação e o estudo não param por aqui, e apenas indicam que a direção é essa. Com muito carinho, esforço, seriedade e principalmente respeito seguiremos nosso caminho, na busca de deixar nossas Pegadas & Passos pelos lugares que encontrarmos e corações que tocarmos.
Agradecimentos especiais ao nosso orientador Profº Drº  Mohamad Ali Abdul Rahim, nosso coordenador de curso: Prof.Ms. Armando de Macedo Soares; e as queridas Profª Ms. Sônia Cristina de Almeida Santana e Santos e Profª Drª Maria de Fátima Martins participantes da banca examinadora. 
À nossa inesquecível profª. Maria Tereza Zogaib que sempre esteve presente mesmo distante!
Pessoas que fizeram parte de nossa formação, acreditaram que nós seríamos capazes e contribuíram infinitamente com a experiência profissional de anos de trabalho para que esse sonho se tornasse realidade. Fomos chamados de ousados, com muito carinho recebemos essa adjetivação, pois hoje podemos considerar essa ousadia como pilar de sustentação em nossa formação profissional. Obrigada pela compreensão, paciência e carinho a nós dedicado nessa longa jornada!

sábado, 6 de novembro de 2010

O Natal está chegando.....

Você está preparado para ter um Cachorro?
Produtos para cachorro que você nunca viu em uma petshop
Muitas vezes a imagem de um filhotinho na vitrine de uma Pet Shop desperta nas pessoas uma vontade muito grande de levá-lo para casa, protege-lo e enche-lo de carinho. Mas a lua-de-mel dura pouco. Termina até no mesmo dia que o cachorrinho chega em casa. Muitos donos se desesperam quando vem aquela bolinha de pelos começar a morder, chorar, e fazer xixi e cocô em todos os lugares. Como já estamos chegando perto do Natal, vários leitores podem estar pensando nas grandes alegrias de se ter um filhote para chamar de seu no novo ano que vai se iniciar. Junto com um filhote vem muita coisa boa, mas também vem muita responsabilidade. Leia este artigo e veja se você está preparado para conviver com um cachorro dentro de casa!
A grande pergunta é então:
VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA TER UM CACHORRO?
Parece ser uma pergunta simples e de fácil resposta, mas temos visto na prática que não é.
Para vocês terem uma idéia, estas são as causas mais comuns de reclamações que ouvimos de pessoas que querem dar os seus animais.
O cachorro foi comprado pro meu filho que não cuida dele. Eu nunca quis ter cachorro em casa/apartamento.
É uma grande ilusão esperar que uma criança, ou mesmo um adolescente vá tomar conta de um animal, com todas as responsabilidades que estão envolvidas nesta relação. A maioria dos cachorros é uma ótima companhia para crianças e jovens, mas nem tudo é festa. Cachorros precisam ser alimentados, escovados, educados, banhados, exercitados, e amados com regularidade. Não dá para deixar o cachorro sem comida e sem passear porque apareceu um lugar legal para passar o fim de semana. Os pais devem estar conscientes que quando eles permitem que o filho tenha um animal, eles estão compactuando com esta adoção, e que desde que o mundo é mundo os cachorros sobram para os pais. Se você não quer tomar conta do "neto" peludo diga não e bata pé. Seja firme, você não precisa ter um animal, e todo o trabalho que vem junto, se você não quiser. Só não vale é descontar no bicho depois.
O cachorro é um amor, super bonzinho, adoro ele.
O único problema é que ele solta pêlos e eu detesto pêlos na casa.
É verdade. Cachorros soltam pêlos. Algumas raças mais do que outras, mas praticamente todos soltam pêlos. Cachorros pequenos não soltam, necessariamente, menos pêlos do que cachorros grandes (mesmo que os grandalhões tenham uma "área" bem maior) e, normalmente, cachorros de pêlo curto soltam muito mais pêlo do que os de pêlo longo. O pêlo curto também é muito mais difícil de limpar do que o pêlo longo.
Algumas pessoas têm alergia a pêlos, meu caso, e embora eu nunca tenha deixado de ter bichos por causa da alergia, o melhor é levar todos os membros da família até o canil da raça que se pretende adquirir e ver quem é mais sensível e se mesmo assim está tudo bem.
As raças que possuem o subpêlo (um pelinho mais curto, denso e fofinho junto ao corpo e por baixo do pêlo longo), são os que soltam mais pêlos na primavera e no verão, e que precisam ser escovados para se livrar deste pêlo.
Todas as vezes que eu ouço uma pessoa dizendo que vai dar o cachorro porque ele solta pêlos, duas imagens me vêem a cabeça: A primeira é de uma pessoa devolvendo uma blusa porque a lã pinica. A outra é de uma pessoa "devolvendo" o marido porque ele também solta pêlos e está ficando careca.
Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Mas seria bom que as pessoas se lembrassem que cães tem sentimentos e se apegam e confiam em seus donos. Eles nunca poderiam imaginar que seriam "devolvidos" simplesmente porque eles soltam pêlos, e que todo amor que eles nos proporcionam não seria levado em consideração.
Na grande maioria dos casos a perda de pêlos ocorre intensamente nos meses da primavera e do outono (os cães estão "trocando de roupa") e uma boa escovada no fim de tarde vai ajudar muito na relação entre o dono e o peludo.
O cachorro chora o dia todo porque está sozinho.
O cachorro late e chora a noite toda porque fica sozinho.
Ninguém gosta de ficar sozinho o dia todo. Nem um cachorro. Também não acho que qualquer pessoa iria encarar como sendo agradável a experiência de dormir sozinho no quintal ou trancado na cozinha. Posso entender e respeitar a decisão de uma pessoa que opta por ter um cão que vai ficar o dia todo sozinho, ou que prefere que o cachorro não fique dentro de casa, mas estas pessoas deveriam estar atentas que este não é um processo fácil para um cachorro. Especialmente se ele for um filhote. Cães são animais sociais, criados geneticamente para viver em grupos e se proteger durante a noite.
Para tentar minimizar o problema é preciso que o dono reserve algum tempo do seu dia para se dedicar plenamente ao cão. Brincadeiras, carinhos e cuidados só pro peludo irão fazer com que ele sinta que também é parte da família e que também é aceito por esta família. Caso contrário ele irá se sentir como um cão proscrito. Aquele que é obrigado a viver a margem da matilha, sem poder chegar perto e compartilhar do aconchego, calor e segurança do grupo. Também nestes casos, em que os donos passam muitas horas do dia fora de casa, ou que o cachorro irá viver do lado de fora, é mais aconselhável escolher uma raça que seja naturalmente mais independente do que outras. Só não vale depois ficar reclamando que o cachorro não liga muito pro dono e prefere o caseiro. E lembre-se: Se seu cahorro late e incomoda a vizinhança, a responsabilidade é sua. Faça todo o possível para ser paciente e educado com os vizinhos irritados e tente encontrar maneiras de distrair o peludo quando você está fora e diminuir o desconforto que ele causa aos outros.
cachorro que faz xixi fora do lugar
Minha casa está com cheiro de cachorro.
A menos que o cachorro esteja doente, é muito provável que a casa esteja cheirando a morrinha por descuidos do próprio dono e não por culpa do cachorro. As grandes causas do mau cheiro do cão e, por conseqüência, da casa são a falta de cuidados essenciais na higiene do animal. Cães com orelhas grandes e caídas tendem a ficar com a ponta das mesmas cheias de comida. É preciso verificar depois de cada refeição se as orelhas precisam de uma limpeza. O mercado já oferece um tipo de comedouro especial para cães orelhudos, muito mais estreitos que os comuns, o que evita que as orelhas participem do jantar.
Também é comum que estes cães apresentem problemas de infecções ou fungos, já que as orelhas ficam muito abafadas e úmidas. Uma limpeza semanal e uma visita ao veterinário no primeiro sinal de excesso de cera, ou mau cheiro vão manter o seu cachorrinho sem problemas e cheirinhos desagradáveis. Um outro ponto pouco observado pelos donos em geral são os dentes.
Os cães comem e não escovam os dentes. Os dentes ficam cheios de tártaros e as gengivas inflamadas. O cachorro fica com um bafo de dragão. O cachorro lambe o pêlo. O cachorro todo fica com cheiro de dragão. O cachorro se esfrega nos móveis. E a casa do dono fica cheirando a jaula de onça. E olha que o mau cheiro é o menor dos problemas que o tártaro pode causar pro cachorrinho. Infecções sérias, que podem comprometer toda a saúde do cão, podem ter início numa boca mal tratada.
Mesmo que o seu cachorro tenha a boca e os dentes limpinhos, o pêlo também precisa de alguns cuidados.Escovar para retirar o pêlo morto, e secar muito bem o pêlo para não dar fungos e nem a famosa "inhaca" de cachorro, ajudam a manter o ar mais fresquinho.
Finalmente: O jornal. Cães que usam jornal para fazer xixi e cocô precisam ter o jornal sempre limpinho. Até os cães agradecem. Se ele se alivia na área externa também existem ótimos produtos para remover completamente o cheiro de urina e fezes. Produtos especiais (vendidos na BitCão) que não mascaram o cheiro ruim, mas limpam de verdade.
Agora, só mais uma perguntinha: Você não pensaria em por sua sogra pro lado de fora só porque ela usa um perfume muito forte, né? Bem, neste caso, talvez.
cachorro que roi tudo
O cachorro cavouca o jardim, o cachorro rói tudo, o cachorro não para quieto, o cachorro morde, o cachorro…..
Quantos anos tem o cachorro? Três meses!
Gente, este cachorro é só um bebê, e vai ser um bebezinho pelos próximos 5 meses. Tá bem que ele pode e precisa ser educado, mas vamos com calma. Ninguém cogitaria dar uma criança porque ela brinca e põe coisas na boca o tempo todo. Um filhote adora aprender novas coisas, e a grande maioria aceita bem a disciplina de um NÃO dito de forma bem firme. Não desista do seu filhote só porque ele é uma peste. Enquanto ele amadurece e cria "juízo" uma escolinha de obediência básica irá fazer milagres no relacionamento de vocês. Os dois vão se descobrir de uma maneira única. Os impulsos destruidores vão ser direcionados para exercícios e tarefas mais construtivas. O cachorro também aprende a se comunicar com o dono e passa a admirá-lo ainda mais. Cachorros adultos, que continuam sendo pestes depois dos 2 anos, também se beneficiam imensamente de um cursinho de obediência.
Acredite-me, um dia a gente acaba até sentindo falta destas maluquices todas de filhote.
Jack Russell Terrier
Eu sei que eu não tenho tempo, eu sei que esta raça é difícil,
mas ele era tão bonitinho…. 
Biiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiipp. Resposta errada.
Resista, insista. Vá pra casa, pense e ligue depois. Melhor ainda, ligue semana que vem. Se você tem dúvidas se quer mesmo um cachorrinho não compre até ter certeza (ou o mais próximo disso possível). Um filhotinho é lindo, mas é um monte de trabalho junto.
Quem vai ensinar ele a fazer xixi e cocô no jornal? Quem vai leva-lo para passear 3 vezes por dia? Quem vai limpar as caquinhas eventuais? Quem vai educa-lo para não roer o sapato caro? Quem vai bancar as despesas de vacina, veterinário e ração? Quem vai aguentar quando ele estiver chorando porque quer dormir na cama? Quem vai ficar em casa no feriado se não tiver mais vaga na hospedagem?A resposta para todas estas perguntas deveria ser dada por todos da família, mas nem sempre é assim. Então volte até a afirmação "O cachorro foi comprado para o meu filho" e pense tudo outra vez.
Qual o melhor cachorro para apartamento, que solte pouco pêlo
e que fique sozinho o dia todo? 
O de pelúcia. E que não use pilhas!
Não existe cachorro perfeito. Não existe cachorro mudo. Não existe cachorro sem personalidade. Não existe filhote que vá passar o dia inteiro sozinho e ainda assim vai aprender onde fica o jornal, onde ele pode ou não pode dormir, o que ele pode ou não pode roer. Principalmente: Não existe filhote emocionalmente ajustado e feliz que passe o dia inteiro trancado na área ou no banheiro de empregada, sem interagir com pessoas.
Se você trabalha fora o dia inteiro e quer ter um cachorro procure seguir algumas dicas:
Só pegue o filhote quando você for tirar férias. Assim você vai ter, pelo menos, 30 dias pra ensiná-lo o básico do básico e para estimular o seu filhote, socializando-o e estabelecendo um padrão de confiança com os seres humanos.
Arme um esquema com a sua empregada ou diarista. Talvez ela possa vir um dia a mais na semana e também fazer companhia para o novo membro da família. Converse bastante com ela e certifique-se de que ela gosta de cães e que não se importa de brincar, passear e limpar o jornal dele.
O cachorro não tem educação e eu não quero gastar dinheiro com treinamento.
É bastante razoável que um cachorro não venha com manual de instruções e que também não saiba de cor as regras de convivência com os humanos, mas não se desespere. Tem muita coisa que se pode fazer para educar um filhote sem precisar gastar dinheiro. Sempre dá para pedir para um amigo entrar na Internet e visitar várias homepages sobre comportamento canino - a Lord Cão tem uma homepage ótima sobre este assunto. Também sempre dá para comprar uma ou outra revista sobre animais que vem com um artigo importante, ou um livro legal sobre treinamento. Mas acima de tudo, use o bom senso: toda a filosofia de se educar um cachorrinho está baseada em amor, paciência e persistência, e isso não custa nada.
Eu quero viajar, passar o fim de semana fora, saracotear, mas cachorro prende muito. Treiná-lo 20 minutos por dia? Impossível, o cachorro vai embora.
É verdade, cachorro prende muito. Cachorro precisa no mínimo de 20 minutos de atenção todos os dias para se manter obediente e educado (para ser feliz ele vai precisar um pouquinho mais do que isso). Cachorro vive, em média, de 10 a 15 anos.
Toda vez que eu encontro alguém que está determinado a pensar desta maneira, que definitivamente acha que não vale a pena dedicar nenhum minuto do seu precioso tempo para o cachorro, que isso é problema do caseiro, eu recomendo que eles procurem o mais rápido possível uma nova família para o peludão. O pobre cão merece coisa melhor.
Na verdade todos nós sonhamos com o cachorro perfeito. Lassie e Rin-Tin-TinMilo, só existem, lindos e perfeitos, no cinema e nos filmes de sessão da tarde. Por trás de um cachorro obediente e inteligente existem muitas horas de dedicação ao animal e ao seu treinamento. Mesmo que você não esteja querendo um cão capaz de proezas dignas de fazer inveja ao Flipper, é preciso entender que estamos lidando comum ser vivo que tem sentimentos, expectativas e que pensa (disso eu não tenho a menor dúvida). Um cão também sofre de estresse, ansiedade, melancolia e depressãoCães também são capazes de amar incondicionalmente, de nos dar alegrias, de nos fazer rir e de nos consolar. Como todo relacionamento é preciso seguir regras básicas para se ter o melhor de um grande companheiro. É preciso ser generoso, ser dedicado, ter respeito e se fazer respeitar.
Ninguém precisa ter um cachorro, mas seria muito bom se todos os que os têm tivessem pensado muito bem antes comprar um, e que tivessem abraçado de coração o compromisso de cuidar dele com muito amor e carinho.
Eu também queria ter um filho superdotado, mas...
Adote um cachorro vira-lata
No entanto, se depois de todo este blá-blá-blá, você se acha pronto para ter um cachorro, por que não pensa com muito carinho na idéia de ADOTAR UM VIRA-LATA. Leia mais sobre isto clicando aqui.


FONTE: Bitcão

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Alimentação Natural


Estaremos lá com nossos cães que já comem comida natural há mais de um ano!!!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Cães prá lá de ESPECIAIS

Labrador avisa menina diabética quando taxa de açúcar se altera
DA BBC BRASIL
Um cão labrador treinado para detectar a queda do nível de açúcar no sangue de seres humanos vem ajudando uma menina britânica de seis anos a evitar entrar em coma por causa de diabetes.
BBC
Labrador avisa menina diabética quando taxa de açúcar se altera
Labrador avisa menina diabética quando taxa de açúcar se altera
A cadela Shirley é um dos dez cães treinados pela entidade beneficente Cancer & Bio-detection para alertar diabéticos quando sua condição se deteriora e mora há quatro meses com a pequena Rebecca Farrar, que tem diabetes tipo 1.
"Ela salva a minha vida", diz Rebecca, que é a primeira criança a receber um cachorro para detectar sua doença. "Ela é minha melhor amiga."
Shirley é capaz de sentir uma mudança de odor exalado pelo corpo de Rebecca quando sua taxa de açúcar cai ou sobe a níveis alarmantes.
O cheiro não é detectado por seres humanos e é um sinal emitido pelo corpo antes de outros mais aparentes, como palidez.
Ela então começa a lamber os braços e as pernas da menina para alertá-la. Desta forma, a menina ou sua mãe têm condições de tomar providências para evitar um colapso.
Alerta precioso
"Shirley percebe (a queda no nível de açúcar) bem rapidamente e começa a lamber as mãos e pernas de Rebecca até ela tomar uma Coca-cola ou ingerir açúcar, que elevam seus níveis de açúcar novamente. Quando a taxa está muito alta, Shirley também sente e dá o alerta", explica a mãe de Rebecca, Claire.
A mãe lembra de um episódio em que ninguém percebeu que a taxa de açúcar de Rebecca estava caindo até Shirley dar o precioso alerta.
"Nós não tínhamos ideia de que ela estava com a taxa de açúcar baixa. Ela estava dançando em um clube com seu irmão-gêmeo, Joseph, e quando os dois voltaram à mesa para tomar algo, Shirley começou a lamber as mãos de Rebecca. O kit de primeiros-socorros estava embaixo da mesa e Shirley foi até lá e pegou um exame de nível de açúcar", conta Claire.
"Ela deu o exame a Rebecca e começamos a desconfiar que tinha algo de errado. Fizemos o teste, e o nível estava bem baixo. Se eu não tivesse Shirley, Rebecca teria entrado em colapso. E quando isso ocorre, ela entra em um sono tão profundo que se tentamos colocar açúcar em sua boca, ela engasga."
A presença de Shirley na casa também tornou a vida de toda família mais fácil.
"Ela tinha um colapso a cada dois dias. Às vezes eu a socorria apenas pouco antes de ela entrar em um colapso muito sério, outras vezes eu tinha de chamar a ambulância", conta Claire.
"Mas agora temos Shirley e ela detecta a queda no nível de açúcar antes de Rebecca perceber o problema."
Claire conta que também consegue ter noites de sono mais tranquilas, sem medo de a filha ter algum problema durante a noite, como ocorria antes de Shirley dormir ao lado da cama de Rebecca.
A entidade beneficente que deu Shirley à família treina cachorros para detectar todo tipo de doença, incluindo câncer.
"O que nós descobrimos nos últimos cinco anos é que cães são capazes de detectar doenças humanas pelo odor. Quando a nossa saúde altera, temos uma pequena alteração no odor do corpo. Para nós é uma mudança mínima, mas para o cachorro é fácil de notar", diz ClaireGuest, da organização Cancer & Bio-detection.

sábado, 7 de agosto de 2010

Cães Redutores de Estresse

Stress Beat gastando tempo com seu cachorro
Passar o tempo com seu cão é uma das melhores maneiras de superar o estresse, conforme dados de recente pesquisa!


Por Laura Roberts
Publicado em: 07:30 AM BST 03 de agosto de 2010

Foto: Alamy

Passear o cão foi confirmado como um meio eficaz de ter mais qualidade de vida junto à família no dia-a dia ou até mesmo em férias.
O melhor amigo do homem é um calmante eficaz e mais uma  opção além de ver televisão ou degustar uma garrafa de vinho.
 A pesquisa realizada pela International MindLab descobriu que 55 % das pessoas estavam mais relaxados depois de passar tempo com seus animais de estimação, 44 % eram mais  e também menos preocupado com problemas como a segurança no emprego.
25% dos entrevistados descreveram seu cão como seu melhor amigo, enquanto que uma em cada seis mulheres disse que confiou os seus mais profundos pensamentos apenas em seus animais de estimação.
A pesquisa analisou 1.000 donos de cães, em nome do fabricante Winalot comida de cachorro.
O Dr. David Lewis, psicólogo MindLab, disse: "Interagir com um cão é um eficaz e profundo redutor de estresse  Aumenta a sensação de satisfação e relaxamento."

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Educação Assistida por Animais

Cão incentiva crianças com dificuldade em escolas britânicas

Para deixar algumas crianças mais à vontade no ambiente escolar, algumas escolas britânicas contam com a ajuda de Batman, um cãozinho muito especial. Segundo o site do jornal Metro, o cão, da raça greyhound de cinco anos é responsável por auxiliar os alunos a se sentirem mais confiantes e, assim, aprenderem a ler melhor. A instituição READ – Reading Education Assistance Dogs (Assistência de Cães na Leitura Educacional) é um grande sucesso na América, onde já existem 1.400 cães visitando escolas. Na Inglaterra, a função de Batman é inédita e revela como é possível a utilização de animais para atividades antes inimagináveis. De acordo com a publicação, o animal é o único cachorro britânico registrado na READ. E seu trabalho consiste em ouvir atentamente a leitura dos pequenos e acompanhá-los enquanto leem, colocando a patinha em cima do livro aberto.

O greyhound Batman ajuda na leitora de crianças inglesas
O cachorro já contribuiu com o aperfeiçoamento da leitura de dezenas de crianças da escola infantil Arden Forest, como explica a professora da instituição Debra Gage. “Nós já tivemos crianças que eram bastante introvertidas e que conseguiram sair de suas conchas quando conheceram o Batman.”
Debra diz ainda que o cachorro é gentil com os alunos e os ajudam a interagir com as outras crianças. “Quando elas chegam na escola podem achar o ambiente bastante assustador e não costumam falar com os adultos. Já com o Batman elas desenvolvem uma boa ligação, principalmente porque não se sentem nervosas na companhia dele”.
A tutora de Batman, Kelly Bakewell, contou à publicação que o comprou quando ele já tinha quase dois anos, e desde então percebeu que tratava-se de um cachorro especial. “Quando eu o adquiri, ele foi direto na direção de uma criança com deficiência física e colocou sua cabeça delicadamente no colo dela.”

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Adoção ANIMAL

Motivos para adotar animais deficientes

Bichos com algum problema de saúde têm se mostrado ainda mais fiéis e gratos aos seus donos


Pets deficientes são ainda mais amorosos com seus donos - Flickr/CC - Noël Zia Lee


Pets deficientes são ainda mais amorosos com seus donos
Crédito: Flickr/CC - Noël Zia Lee
Diante dos milhares de casos de abandono de animais pelas ruas do Brasil e do mundo, existem várias entidades empenhadas no incentivo a adoção, visando diminuir a população de bichos desabrigados. Prova dessa tentativa é a recente inauguração do primeiro núcleo cirúrgico da prefeitura, em São Paulo, para a realização de cirurgias de castração de cães e gatos.
O problema é que, infelizmente, se para os bichinhos sem raça definida já é difícil encontrar um novo lar, imagine para os idosos, por exemplo. Ainda na lista de animais preteridos está também um grupo muito especial: os deficientes físicos. Dentre eles, o número de abandono é ainda maior.
Apesar da triste realidade, pelo menos, a crença antiga de que animais nesta condição precisam ser sacrificados tem se tornado cada vez menos difundida. Segundo o médico veterinário Mário Marcondes, diretor clínico Hospital Veterinário Sena Madureira, “hoje em dia existem vários tipos de terapias que têm o objetivo de dar qualidade de vida à estes pets”.
Preconceito e desinformação
Assim como, por vezes, acontece entre humanos, o preconceito ainda reina entre os peludos deficientes. Muitos bichinhos acabam sendo abandonados por serem considerados “feios”, por não conseguirem fazer todos os truques que um animal sem deficiência faz ou porque seus proprietários acreditam que eles darão muito trabalho devido às necessidades especiais.
Nesse sentido, o dr. Mário diz que o veterinário tem um papel fundamental. “O médico entra como um profissional importante para dar a orientação correta para o proprietário de um animal com deficiência, expondo todos os tipos de terapia existentes para melhorar a vida dele”.
Segundo o veterinário, a paralisia de membros é a limitação mais frequente em cães. Os principais casos são os animais com problemas de coluna que evoluem para uma paralisia. “Isso é muito comum em raças com a coluna longa e patas curtas como o dachshund.
Um caso de carinho
Mais que uma paralisia, Tom, um dachshund, de 6 anos, desenvolveu um problema bem mais grave por conta da coluna. Além disso, o bichinho nasceu sem as duas patas dianteiras. De acordo com sua dona, Christiane Aguiar, um veterinário disse que o problema pode ter sido ocasionado por uma doença genética ou até mesmo por remédios abortivos dado a mãe do cachorro.
Pitoco foi adotado depois que passou por maus tratos - Arquivo Pessoal



Pitoco foi adotado depois que passou por maus tratos
Crédito: Arquivo Pessoal
A jornalista de 23 anos adotou Pitoco, como é chamado carinhosamente, porque não gostava de como o tratavam em seu primeiro lar. “Depois que ele nasceu, a outra filhote que nasceu da mesma cria foi adotada, mas ninguém queria o Tom por causa da sua deficiência. Ele ficava jogado no fundo do quintal no meio da sujeira, já que os antigos donos não limpavam nada”.
Ela conta ainda que o cãozinho, muitas vezes, nem mesmo comia, pois havia outros cachorros maiores no quintal, que chegavam mais rápido até o alimento. Foi assim que Pitoco entrou na vida da família de Christiane, que tem mais duas cadelas, Neguinha, uma dachshund de 7 anos e irmã de Pitoco e Lilica, uma SRD de 2 anos, que foi abandonada no portão da casa da jornalista.
E apesar da aparência frágil, felizmente, segundo o dr. Mário, os animais nessas condições se adaptam facilmente. O veterinário destaca, por exemplo, o caso dos cães cegos, que utilizam seus outros sentidos para se adaptar ao ambiente. Ele ainda dá uma dica aos donos de cãezinhos com o problema: “mantenha os objetos sempre no mesmo local, como comedouros e cama, assim o animal vai se adaptar mais rápido”.
Christiane aprendeu bem a lição e procura facilitar a vida de Pitoco, que se locomove com dificuldade, deixando tudo que ele precisa por perto. Também toma cuidado para que ele não se asse, o que pode acontecer devido ao fato dele se arrastar pela casa.
Tratamento com células tronco
A lesão na coluna é a principal alteração causadora de paralisia. Hoje, o tratamento inicial é com medicamento, além de cirurgia (em alguns casos) e fisioterapia. Em muitos casos a acupuntura ou somente a fisioterapia são indicados.
Uma outra alternativa bem mais recente é o tratamento com células tronco, prática adotada gratuitamente pelo Hospital Veterinário Sena Madureira, em parceria com a empresa de biotecnologia Celltrovet. Segundo o diretor clínico do hospital, já participaram do projeto por volta de 10 animais, mas as vagas ainda estão abertas para donos que estejam interessados. Os candidatos são pacientes deficientes paralisados, em decorrência de lesão na coluna, mas que já foram submetidos a um outro tratamento convencional, sem sucesso.
“A ideia é tentar melhorar a qualidade de vida destes animais com o uso das células tronco. Mas para isto, primeiro estamos realizando este projeto científico para posteriormente, com a análise dos resultados, padronizarmos um protocolo para tratamento convencional com células tronco”, disse o dr. Mário.
O veterinário destaca ainda que esta é uma evolução da área médica, mas para isto, trabalhos bem delineados devem ser realizados antes de se utilizar células tronco de maneira rotineira. Os proprietários que quiserem participar do projeto de tratamento gratuito com células tronco para animais deficientes devem se inscrever na triagem, no telefone (11)-55728778 - de segunda a sexta-feira, em horário comercial.
Pitoco, infelizmente, não se enquadra no perfil para o tratamento pioneiro, mas já dispõe de uma vida muito feliz ao lado da família que o acolheu e não hesita em dar carinho, amor e elogiar seu bichinho. “Ele é um animal carinhoso, que retribui todo o cuidado que temos com ele com muito amor”, finalizou Christiane.

Quem sou eu

Minha foto
Santos, SP, Brazil
Rosanna Ré – Psicóloga, psicoterapeuta de orientação sistêmica, formada pela Universidade Paulista UNIP, com especialização em Psicologia Sistêmica para atendimento de casais e famílias pela PUC-SP. Formação em PNL pela ABPNL Formação em Terapia Transpessoal pela DEP Experiência Clínica de 25 anos. Trabalho de 5 anos com Terapia Assistida por Animais CRP 06/106.383